Quarta-feira, 28 de Abril de 2010

Um 25 de ABRIL DIFERENTE – Homenagem ao Cambedo da Raia

No dia 24 de Abril, vésperas da comemoração da Revolução de Abril em Portugal, os nossos vizinhos de Orense, através dos Amigos da República e do Ayuntamento, brindaram, em jeito de homenagem, os nossos conterrâneos do Cambedo, pelos feitos  aquando da Guerra Civil espanhola assinalando, desta forma tão peculiar, o aniversário do 25 de Abril.

 

Numa das modernas urbanizações daquela cidade galega, foi dado o nome de uma praça à aldeia de Cambedo, enquanto que na mesma praça se descerrou uma lápide comemorativa desta efeméride.

 

A cerimónia, simples mas plena de simbolismo, contou com a presença de autoridades de ambos os países, mais concretamente, dos dois municípios envolvidos, e sobretudo, de quase toda a população daquela pacata aldeia flaviense, paredes meias com a raia galega, tendo como animação e apoio à cerimónia a Banda de música de Vila Verde da Raia e um grupo de Gaitas de Foles.

 

No final e para que as relações entre as duas cidades não esmoreçam, foi servida uma merenda que a todos deliciou.

População do Cambedo em viagem para Orense
Chegada da população do Cambedo
Os cumprimentos ao Alcalde de Chaves
Chegada da banda de Vila Verde
Placa na Urbanização
Uma das organizadoras da homenagem
Gaitas de foles para a animação
Banda em parada
População presenciando a homenagem
As autoridades dos dois pobos
 Os discursos das autoridades
Foram distribuídos cravos
O sector feminino na Homenagem
Placa comemorativa do evento
Cambedenses (irmãos Salgado) em frente à placa comemorativa
No final houve merenda e cantou-se a Grandola Vila Morena
publicado por DE SVO às 08:00
link do post | comentar | favorito
Domingo, 25 de Abril de 2010

CAMINHAR É PRECISO

 

 

 

Concordamos que a vida citadina faz de nós seres sedentários, contrariando um certo nomadismo típico da vida rural.

A vida moderna, cheia de tiques “a la mode”, torna-nos, sem dúvida, pouco dados à mobilidade. É o carro, a televisão vista do sofá, o café, enfim um conjunto de adereços que compõem o nosso quotidiano.

Contrariando esta tendência imobilista, surgem as invenções do século XXI: os produtos light, os ginásios e a moda de “andar”. Isso mesmo, a moda das caminhadas. Eis que as cidades, a horas mais ou menos rotineiras, são invadidas por autênticas turmas de caminheiros que, entre conversas, andando, vão depurando algumas gorduras, como que a esgotar as últimas energias que sobraram de mais um dia de trabalho.

A ser assim, entre na onda. Caminhe, pela sua saúde.

 

Junte-se à iniciativa no próximo dia 9 de Maio – Dia da Europa, na Caminhada pela Europa, Espaço Polis, em Chaves.

 

Venha daí. ANDE!

publicado por DE SVO às 00:00
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 23 de Abril de 2010

Dia Mundial do Livro

 

Comemore hoje o Dia Mundial do Livro...ofereça um Livro como presente e receba um enorme sorriso.

Boa viagem ao encontro do Livro...

 

 

 

publicado por DE SVO às 08:00
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 15 de Abril de 2010

É DE CHAVES….SIM SENHOR!

 

 

A Taça para Chaves, já!

 

 

 

Já noutro post nos referimos ao Desportivo de Chaves. Das façanhas de outrora, um “metediço” entre os grandes, marcando presença, por duas vezes, na prestigiada prova da UEFA, um feito que habitualmente apenas calha aos “grandes”, como quem diz, aos que possuem não só fartas influências como gordos orçamentos. Nessa altura (década de 80), um grupo de audazes vestia a sério a camisola e eram temidos de norte a sul. Ganhar no Municipal de Chaves não era para qualquer um.

 

No presente, no que toca ao campeonato, as coisas não correm de feição. Juntando a má classificação desportiva, há ainda processos em tribunal que se vão arrastando, como que depenando as poucas penas que a ave ainda tem.

 

Contrariando esse desígnio fatalista, na Taça de Portugal, o Desportivo de Chaves é o primeiro. Na fase final soube impor-se, de forma altaneira, firme como o Castelo de Chaves, a dois aguerridos clubes da primeira linha, varrendo-lhes as melhores intenções, primeiro o Paços de Ferreira e, logo de seguida a Naval, feitos estes que, de forma justa, alcandoram este clube transmontano, do interior, no pódium do nosso desporto rei, onde se vai bater com o Porto. Atenção: que se cuide o F.C.P. pois andam aí onze bravos rapazes à solta.

 

Foto e texto retirados do JN online (Margarida Luzio)

 

Desportivo de Chaves recebido por centenas de adeptos

 

O Desportivo de Chaves, que terça-feira se apurou para a final da Taça de Portugal em futebol ao eliminar a Naval, por 2-1, foi recebido em ambiente de festa, por centenas de adeptos que aguardavam junto ao estádio Municipal.

Mal o autocarro que transportou a equipa parou, cerca da 01.00 horas da manhã de hoje, quarta-feira, de cachecóis na mão e buzinas na boca, os flavienses rodearam a viatura e foram abraçando efusivamente os jogadores que iam saindo.

"Chaves, Chaves, Chaves", gritaram os adeptos aos saltos. Edu, o jovem que marcou os dois golos da vitória, era o mais aclamado e todos o queriam abraçar.

"Foi um jogo muito emocionante e dedico esta vitória a todos os transmontanos. Foi o dia mais feliz da minha vida", disse à Agência Lusa o jovem, lembrando que antes de entrar em campo, o treinador lhe pediu para dar o "tudo por tudo".

"Eu estava com um feeling que ia marcar", frisou o jogador, de 19 anos, e formado no Chaves.

Este foi o seu jogo de estreia, até aqui apenas tinha entrado em campo três minutos.

O treinador, Tulipa, também não escondeu a satisfação pelo feito histórico.

"Foi um jogo especial para o clube, a cidade e os jogadores", disse Tulipa, acrescentando que foram "superiores" à Naval.

Quanto ao adversário na final do Jamor, o treinador referiu que não tem preferência pelo adversário (FCP ou Rio Ave), mas admitiu que o Porto é uma equipa mais forte.

Além disso, Tulipa considerou que a posição que a equipa ocupa no campeonato (penúltima) é "injusta", relativamente ao que a equipa tem vindo a fazer.

E, por isso, o técnico flaviense garantiu que os cinco jogos que faltam para o fim da época vão ser encarados como verdadeiras finais.

O presidente da Câmara, João Batista, embora não estando na festa de recepção à equipa, disse à Lusa que a vitória do Chaves é um motivo de orgulho para todos os flavienses.  "Com certeza que vou ao Jamor", garantiu.

 

Conhecem o artista?

 

 

Foto retirada do DN Digital

 

É o EDU. Foi dos pés dele que saíram os remates para golo que colocaram, “sem espinhas”, o Chaves na final da Taça de Portugal 2010.

 

 
 
 
publicado por DE SVO às 16:57
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quarta-feira, 14 de Abril de 2010

Castro de Curalha

O Castro de Curalha,  o mais conhecido das dezenas que existem no concelho de Chaves, fica muito perto do nó da nova auto-estrada A24.  A sua  posição privilegiada, com bons acessos, permite uma visita pormenorizada em qualquer altura do ano. Visita aprazível na Primavera e no Verão. Da sua posição   altaneira, num monte sobranceiro ao Rio Tâmega, a mais de 400 metros de altitude, avista-se uma paisagem deslumbrante, desde o casario aglomerado da aldeia de Curalha até ao verde que domina as redondezas.

 

 

O Castro de Curalha dista 1km do centro da aldeia e fica situado num monte rochoso, a 400m de altitude. Tem uma configuração oval, estando o seu eixo maior orientado na direcção E-W e medindo internamente 93,50m. A largura máxima é de 61,40m e o perímetro tem aproximadamente 240m.

 

O castro era protegido por muralhas, das quais se conhecem três, com três portas e respectivas rampas de acesso. A largura das muralhas varia entre 3,30m e 4,25m.

 

Dentro do antigo povoado castrense, subsistem ainda alicerces de casas de forma quadrada, parte delas reconstruídas, bem como algumas pedras fincadas, que serviam nas estratégias de defesa.

 

Cronologia de ocupação

 

É provável que o período de ocupação do Castro de Curalha se tenha estendido entre os séculos VIII ou VII a.C. até aos séculos II ou III d.C.

 

 

Descrição do povoado

 

O Povoado é  fortificado, com boas condições de defensibilidade e um excelente domínio da paisagem, que apresenta uma ocupação romana baixo-imperial e medieval, reaproveitando, eventualmente, um castro pré-romano. O povoado é composto por três linhas de muralha, duas das quais fecham integralmente o perímetro elíptico com cerca de 1ha. A muralha tem três portas de acesso ao povoado e cinco rampas. O povoado parece estar estruturado a partir de uma rua central ao longo da qual se erguem casas quadrangulares com paredes meeiras, que se encontram também adossadas ao lado interno da muralha.

 

 

 

 

O espólio

 

O espólio do Castro de Curalha encontra-se na área de reserva do Museu da Região Flaviense, sendo constituído por: moedas, contas de colar, tégulas e outras cerâmicas diversas, mós de forma redonda, objectos de bronze e escórias.

 

 

publicado por DE SVO às 08:00
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Domingo, 11 de Abril de 2010

Nova ETAR de Chaves

Uma das  grandes aspirações dos moradores da Várzea e do Alto da Forca tem sido, nos últimos anos, a eliminação dos maus cheiros com que eram sistematicamente invadidos pelo funcionamento da ETAR, ali bem juntinho. Esse problema está agora radicalmente resolvido com a desactivação dessa infra-estrutura e a entrada em funcionamento da nova ETAR, na estrada de Curalha. Este equipamento, inaugurado com pompa e circunstância na passada sexta feira, dia 26 de Março, com a presença da Ministra do Ambiente, colocou Chaves no mapa dos municípios mais amigos do ambiente, já que a sua construção teve em conta os inúmeros parâmetros legais em matéria de preservação do ambiente. Com capacidade para servir uma população de 57. 748 habitantes, a ETAR terá um caudal médio diário de 8069 m3.

Mais do que os habitantes da Várzea e do Alto da Forca, o concelho de Chaves vê assim concluído um processo de saneamento básico que nos coloca  como uma cidade sustentável, não fosse Chaves a cidade da água, pelas águas  termais, agora pela qualidade no abastecimento público, e na reabilitação crescente do rio Tâmega. Este é cada vez mais um rio da cidade e das suas gentes,  após a excelente requalificação das suas margens, no âmbito da intervenção Pólis.

 

 

publicado por DE SVO às 08:00
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 7 de Abril de 2010

MOMENTOS

MADALENA

 

Madalena, o bairro urbano da margem esquerda do Tâmega.

 

Local privilegiado para um passeio. Ali somos embebedados por mil e um aspectos. À nobreza dos costumes dos seus moradores, juntamos cenários algo agrestes, por perscrutarmos, num ápice, um cenário de ruralidade, numa sã convivência, como se numa antítese se estreite a relação tradição e modernidade. Nas tardes pachorrentas, o cenário é de contemplação. Observamos os pacientes pescadores, ou então, deitamos uma olhadela à outra margem, onde depois dos arcos da ponte romana, os nossos olhos são invadidos pelo belo casario, com as suas lindas fachadas (algumas a necessitarem de um “restyling”). Há tanta coisa por descobrir em Chaves!

  

publicado por DE SVO às 08:00
link do post | comentar | favorito
Domingo, 4 de Abril de 2010

EUROCIDADE - FESTA DO LÁZARO - VERIN

As cidades de Chaves e Verin lançaram mãos à obra para um hermanamento em várias vertentes. Assim, constituíram a EUROCIDADE CHAVES VERIN, um conceito pioneiro em cooperação transfronteiriça, visando uma aproximação mais estreita entre os dois territórios e a progressiva eliminação de barreiras burocráticas que a Europa a 25 teima em manter.

 

Apesar da juventude do projecto, são já várias as iniciativas em comum que os dois municípios têm realizado: O dia Mundial da criança; o desfile de Carnaval; as Férias Desportivas; o projecto Convive com as línguas; a uniformidade de alguns serviços (o cartão de leitor da Biblioteca de Chaves é extensivo em serviços aos naturais de Verin). Agora, integrado nas festividades do Lázaro, realizou-se uma prova de Hipismo, onde estiveram envolvidos alguns concorrentes de Chaves. De SVO esteve lá e registou alguns momentos dessa prova com alguns dos prémios a serem arrebatados pelos flavienses.

  

 

 

 

publicado por DE SVO às 08:00
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

.mais sobre mim

.Setembro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. NOSSA SENHORA DAS GRAÇAS,...

. S. João Batista

. CONTRASTES

. A TOP MODEL SEGUNDO VÁRIO...

. PEQUENA ELEGIA AO FIO AZU...

. FUNDAÇÃO NADIR AFONSO. CH...

. AINDA HÁ PRIMAVERA?

. “CHAVES NASCEU DAS ÁGUAS”...

. MOMENTOS

. ALINHAMENTOS

.arquivos

. Setembro 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

.pesquisar